NGO-CambioNews grd

Mercado está num “corner”. Que direção seguir face à complexidade dos vetores?

0
0
0
s2sdefault

O Brasil está entrando num momento ímpar e parece que os players do mercado em seus diversos segmentos estão num “corner”, pois há tantas incertezas e dúvidas presentes e que agregam novos fatos de peso cotidianamente que incrementam a insegurança sobre que decisão assumir, que direção buscar, enfim, que impedem a definição sobre qual a decisão sobre a postura mais correta ante o cenário nebuloso neste momento brasileiro e sua perspectiva. Eis a questão!

Ocorre um hiato rapidíssimo que…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Vulnerabilidade político-econômica ganha foco e se soma as incertezas presentes!

0
0
0
s2sdefault

E, de repente, parece que um movimento mais acentuado de um “player” importante no mercado de renda fixa focando 2020 e 2021, com clara sinalização que espera piora do cenário, foi o suficiente para ter retirado a postura de conforto dos demais “players” e ter provocado efeito imediato no mercado de dólar, juros e bolsa.

Isto trouxe à reflexão imediata com maior acurácia a realidade prospectiva do país, que não sugere ser tão confortável como apregoada pela Ata do Bacen da última reuni…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Mercado financeiro ainda evita sancionar que quadro político pode sofrer mudanças

0
0
0
s2sdefault

O mercado financeiro nacional ainda desenvolve suas atividades sem ponderar a nova realidade que sugere uma perspectiva menos confortável no campo político, fato este que pode provocar um choque nas expectativas otimistas que ganharam fôlego nos últimos dias.

Pontuamos este fato por entendermos que o fator político sucessório doravante deve se sobrepor aos severos problemas instalados no país como a inércia e viés de perda maior da atividade econômica com agravamento do desemprego, que…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Política não permite otimismos precipitados, ativos devem apresentar volatilidade

0
0
0
s2sdefault

Definidos os candidatos e seus vices à corrida presidencial não acreditamos que haja melhora das perspectivas sobre convicções de preferências do eleitorado, e, assim sendo, mesmo que o mercado financeiro busque demonstrar bom humor insinuando melhora de ambiente às suas convicções sinalizando isto na indução de comportamento dos preços dos ativos, acreditamos que ainda perdurarão muitas incertezas.

Quem lidera? Não se tem efetiva convicção a respeito.

O ex-Presidente Lula, posto como…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

BC´s decidem sem surpresas, incertezas perduram e mercado deve revelar precaução

0
0
0
s2sdefault

O FED americano decidiu, como esperado, pela manutenção da taxa de juro básica entre 1,75% a 2,0% e enalteceu a força da economia, sem alterar as perspectivas de que deverão ocorrer mais duas elevações mantendo o gradualismo na elevação de juros, já que os aumentos são “consistentes com a expansão sustentada da atividade econômica”.

O COPOM/BC decidiu pela manutenção da taxa SELIC em 6,5%, atenuando os sinais de inflação presentes como temporários, ainda debitando a conta à greve dos c…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault
Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo