NGO-CambioNews grd

BC continua confiante que o preço do dólar sofrerá depreciação com a previdência!

0
0
0
s2sdefault

Este também é o nosso ponto de vista colocado desde muito, da mesma forma que os bancos tem seguidamente confirmado pela mediana divulgada no Boletim FOCUS, tendo em vista ser absolutamente inconsequente a “franca aposta” dos estrangeiros no caos interno do Brasil, mas utilizando o aviltamento do ativo em que o país está mais confortável e defendido, sem nenhum risco de crise.

O parâmetro do preço da moeda americana para o final do ano oscila entre R$ 3,75 a R$ 3,80!

Afinal, como temos…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Política desordenada, mercado financeiro reage temente às consequências ao país!

0
0
0
s2sdefault

Outro dia, “an passant”, mencionamos a Lei de Murphy, Edward Murphy, que apregoou: "Se algo pode dar errado dará, e da pior maneira possível", como uma tendência ao quadro brasileiro dada a evolução do destemperado confronto entre os poderes constituídos no Brasil, com invasões impertinentes recíprocas nas competências próprias de cada um e uma perda significativa do foco no que é mais relevante para o país no momento.

O Brasil está literalmente “quebrado” envolvido por severa crise fi…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Simetria com cena externa desaparece e evidencia que o nosso problema é o Brasil!

0
0
0
s2sdefault

Tem sido objeto de nossa observação o relevante desvio de atribuição de origem das causas do comportamento volátil e com mutações substantivas dos preços dos ativos no mercado financeiro brasileiro, normalmente atribuído com ênfase aos conflitos externos com ênfase ao embate comercial sino-americano e com discreto peso atribuído ao conturbado ambiente interno no país, com marcante conflito e enfrentamento dos poderes constituídos, com invasão de competências e um ambiente de relacionam…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Brasil tem motivos suficientes para o descompasso, efeito externo é baixíssimo!

0
0
0
s2sdefault

Parece irônico quando percebemos que se buscam motivos e razões externas para justificar o absoluto descompasso no comportamento dos preços e indicativos do nosso mercado financeiro, quando sobram evidências impactantes internas, que por si sós sancionam o contexto do insensato momento brasileiro.

É preciso que se tenha a sensatez de considerar o ambiente externo em que se desenvolve o embate sino-americano de interesses comerciais meramente um fato a ser observado pelos emergentes, ma…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

USA-China, USA-Irã e Venezuela, Brasil e seus enormes problemas, o que pesa aqui?

0
0
0
s2sdefault

Pelo que se ouve e se lê percebe-se que há uma superlativação do confronto comercial entre China e Estados Unidos, e a este fato se atribui peso exagerado de influência no mau momento brasileiro, em especial no comportamento do mercado financeiro.

Torna-se relevante que se coloque a pergunta:

- Qual é o impacto efetivo da crise comercial sino-americana no Brasil? Qual ou quais? Pontuem itens a itens!

Em contraposição “pegam leve” no peso da catastrófica situação interna envolvida em um…

Leia mais

0
0
0
s2sdefault

Coluna CâmbioNews nos principais veículos:

Investing.com
Money Times
Broadcast - AE

exclusivo para assinantes

Mesa: (11) 3291-3260    |    Tel: (11) 3291-3266    |    Fax: (11) 3106-4920

Ouvidoria

0800 777 9504

ATENDIMENTO

de segunda a sexta-feira

das 09h00 às 18h00

ouvidoria@ngo.com.br

Acompanhe a NGO
ngo-icon b-facebook    ngo-icon c-twitter 

ngo-icon a-logo